sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Amarras

http://wordsimages.blogspot.com/2006_02_01_archive.html

É preciso cortar as amarras... esse é o meu desejo para o ano novo...

3 comentários:

Algures disse...

Cabe-nos a nós cortar as amarras...
Custa-nos fazê-lo mas se não tentarmos, não conseguimos. Há o dizer e há o fazer e esses devem estar em sintonia quando se trata de cortar as amarras. Mar alto onde estás? Quero flutuar nesse mar...
Beijinho sem amarras...

Julieta D'Alma disse...

Tens toda a razão... essa determinação é que é difícil...
sabes, sinto-me presa... mas passados 10 dias do ano novo, cortar as amarras está a tornar-se mais doloroso do que parecia... é fácil tomar decisões quando o cenário é fogo de artifício e flutuamos levemente pelo efeito do espumante...
agora, este frio que vem de dentro da alma, tolhe-me os gestos e os pensamentos...

obrigada, meu amigo...

encontramo-nos em mar alto? :)

Algures disse...

Eu sei que falar é mais fácil do que fazer... normalmente é assim em tudo. Eu sei que tens razão, e de que maneira... Seja o que for que queiramos fazer, é sempre mais fácil falar do que concretizar... Sempre...
As minhas amarras estão cortadas, mas ando ao sabor da maré... em mar alto...

Beijinhos...